Licenças ambientais podem ser revogadas após descoberta de fraude


Polícia prendeu cinco pessoas, entre elas servidores do Naturatins.
Os suspeitos estavam sendo investigados há mais de seis meses.

Polícia Civil cumpre 7 mandados de prisão e 14 de busca e apreensão (Foto: Jesana de Jesus/G1)

Polícia Civil cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão.

A Polícia Civil de Palmas deflagrou nesta segunda-feira (15), a operação Licença Negra, com o objetivo de desarticular uma quadrilha que atua dentro do Instituto de Natureza do Tocantins (Naturatins) fraudando licenças ambientais.

Cinco pessoas foram presas, entre elas funcionários do Naturatins e de empresas terceirizadas, envolvidas no processo de licenciamento. A polícia informou que outras pessoas podem estar envolvidas no esquema.

Naturatins não fez atendimento em Palmas nesta segunda-feira (15) devido Operação Licença Negra (Foto: Bernardo Gravito/G1)

Naturatins não fez atendimento em Palmas nesta
segunda-feira (15) devido Operação Licença Negra.

Segundo informações do delegado titular da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) e responsável pela operação, Claudemir Ferreira, há mais de seis meses a polícia vem investigando os suspeitos pelo crime de corrupção ativa, passiva e formação de quadrilha.

Naturatins

O Naturatins informou que já tinha conhecimento do trabalho da Polícia Civil para provar a venda de licenças ambientais no estado. Em nota, o órgão informou que recebeu denúncias verbais do possível esquema no final de 2012 e fez a comunicação à Secretaria de Segurança Pública do Tocantins, que deu ínicio às investigações.

 Chefe de gabinete do Naturatins, Rômulo Rogério Mascarenhas, diz que instituto sabia das investigações (Foto: Bernardo Gravito/G1)

Chefe de gabinete do Naturatins, Rômulo Rogério
Mascarenhas, diz que instituto sabia das
investigações.

De acordo com o chefe de gabinete do Naturatins, Rômulo Rogério Mascarenhas, dois funcionários do instituto foram presos. Ambos eram engenheiros e estavam ligados à análise de processos e aprovação de licenças ambientais da chamada Agenda Verde (setor que cuida das questões ligadas às florestas).

Na operação, a polícia apreendeu documentos que podem ter ligação com o esquema de vendas de licenças. Também foi feita uma cópia da base de dados do Naturatins. Segundo Mascarenhas, as licenças ligadas ao esquema poderão ser revogadas caso sejam comprovadas irregularidades.

Polícia Civil recolheu computadores no Naturatins em Palmas (Foto: Bernardo Gravito/G1)

Polícia Civil recolheu computadores no Naturatins em Palmas.

Anúncios

Deixe o seu comentário ele é muito importante para nós.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s