Resumo das atividades – Combate à Exploração Sexual Infantil.


Foto: Divulgação

Pensando na semana nacional de combate a exploração sexual infantil, e na extrema importância e relevância do tema, o município de Santa Izabel do Oeste, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e do CRAS (Centro de Referencia de Assistência Social), se mobilizou com diversas atividades, buscando envolver toda a sociedade para a conscientização do tema.

Inicialmente houve uma mobilização com representantes das Secretarias Municipal e Estadual de Educação do munícipio, em 02/05/13, com intuito de definir algumas estratégias de ação, onde ficou definido que cada escola municipal/estadual trabalharia com seus alunos, através de seus professores, pedagogos e demais profissionais, atividades de acordo com a idade, as quais buscassem refletir sobre o tema e sua importância. 

Pensando em atingir o publico de pais e responsáveis, o CRAS, através do Programa de Atendimento Integral à Família (PAIF), promoveu uma palestra sobre o assunto com o palestrante e assistente social Jonas Welter, o qual falou da definição de exploração sexual infantil, e os diversos tipos de violência – física, psicológica -, os sinais/sintomas apresentados pelas crianças, bem como as sequelas e traumas apresentados. 

A psicóloga do CRAS, Sra. Anita Tomazini, realizou uma entrevista para a Rádio Danúbio Azul, falando do tema e da importância das denúncias para os órgãos competentes, em casos de abuso e exploração sexual infantil. Além disso, foi confeccionado duas placas/outdoor, com o slogan municipal da campanha, os quais foram afixados em dois pontos estratégicos da cidade, para que toda a população tenha acesso, conhecimento e conscientização desta causa. 

Dentre as atividades realizadas pelas escolas municipais e estaduais, houve a conversação em sala de aula, turma por turma, com o intuito de que cada criança saiba se defender de pessoas que possam vir a praticar diversas formas de abuso e exploração. Além disso, aconteceram leituras informativas, buscando orientar as crianças no sentido de defesa das diversas formas de violência; elaboração e exposição de cartazes nos corredores da escola, com objetivo de chamar a atenção para o assunto; produção detexto a partir das informações repassadas, com intuito de verificar o entendimento dos alunos a respeito do assunto; e a peça de teatro apresentada pelas professoras da Educação Infantil e do Ensino Fundamental, intitulada “A Turma Do Chaves”, onde através dos personagens os atores e professores repassaram diversas dicas e cuidados aos alunos sobre o assunto.

A Secretaria de Assistência Social e o CRAS consideram que o engajamento do município nesta campanha foi de grande valia, pois de certa forma buscou-se atingir a população em geral e alertar para o caso, considerando que em nosso município já vivenciamos uma brutalidade no ano de 2012, quando a pequena Danglhie Vieira de Andrades, 07 anos, foi raptada e encontrada morta com sinais de estupro dentro de uma mala de viagem. Diante disso, fica a responsabilidade de toda a sociedade em cuidar, e zelar por nossas crianças e adolescentes. 

Anúncios

Deixe o seu comentário ele é muito importante para nós.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s