Brasil tem competência para fazer melhor Copa do Mundo, diz Dilma.


Segundo a presidente, o país agora tem estádios de primeiro mundo.
Ela falou sobre a sustentabilidade dos novos complexos esportivos.

 

A presidente Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira (27), durante seu programa de rádio “Café com a presidenta”, que as construções de novos estádios mostra que o Brasil é capaz de cumprir compromissos assumidos para a Copa das Confederações (que será disputada este ano) e para a Copa do Mundo de 2014. Segundo ela, o país tem competência para fazer a melhor Copa de todos os tempos.

Dilma viajou pelo país para inaugurar as arenas: o Castelão, em Fortaleza; o Mineirão, em Belo Horizonte; o Maracanã, no Rio de Janeiro; a Arena Fonte Nova, em Salvador; o Mané Garrincha, em Brasília; e Arena Pernambuco, no Recife.

“Esses estádios vão receber também os jogos da Copa do Mundo. Fiquei impressionada com a beleza e a modernidade desses novos palcos do futebol. Mostra que o nosso povo tem determinação, capacidade e competência para fazer a melhor Copa de todos os tempos. Muita gente não acreditava que nós seríamos capazes de construir esses estádios antes da Copa das Confederações e nos padrões exigidos pela Fifa. Parecia aquele velho complexo de vira-lata de que falava o nosso Nelson Rodrigues. Mas os trabalhadores que construíram esses estádios, os empresários contratados para fazer essas obras e todos os governos envolvidos provaram que o Brasil é capaz de aceitar desafios e cumprir os compromissos que assume pontualmente”.

Para a presidente, o país agora tem estádios de primeiro mundo. “Todos os seis estádios são muito bem equipados, de altíssimo nível e estão entre os melhores e os mais modernos do mundo. Além das partidas de futebol, também vão receber shows e grandes eventos, e terão lojas, restaurantes, espaços culturais, museus e anfiteatros. Eles vão ser o novo espaço de lazer para a população”.

Dilma lembrou que o Nordeste ganhou dois estádios. “A Arena Pernambuco e a Arena Fonte Nova. A Arena Pernambuco é um estádio novíssimo, que tem uma importância muito grande para São Lourenço da Mata. Junto com a Arena Pernambuco está nascendo a Cidade da Copa, um novo bairro, um conjunto habitacional, centro comercial, hotéis, museus, cinemas, teatro, centro de convenções e parques. A Arena Pernambuco vai trazer benefícios para toda a região e também para a população de toda a Grande Recife. A Arena Fonte Nova é especial, porque ela é um exemplo da criatividade do povo da Bahia. A reconstrução manteve o estádio no formato de uma ferradura, que se abre para o Dique do Tororó. A vista é muito bonita”.

Dilma falou sobre as medidas adotadas para garantir sustentabilidade nos novos complexos esportivos. “Todos esses novos estádios adotaram medidas para garantir a sua sustentabilidade. O Castelão, por exemplo, vai reaproveitar a água da chuva na irrigação do campo e nos banheiros. A Arena Pernambuco instalou placas solares para o aquecimento da água e montou um sistema de ventilação e iluminação natural. A Arena Fonte Nova reaproveitou parte do material do antigo estádio na sua reconstrução. Aqui em Brasília, a cobertura do Mané Garrincha vai ter placas solares, que vão gerar energia para iluminar o campo e todas as suas instalações, o que vai torná-lo autossuficiente. Tudo isso ajuda a diminuir o custo da manutenção do estádio”.

Mineirão e Maracanã

A presidente elogiou os novos Mineirão e Maracanã. “Esses dois estádios representam muito bem a nossa tradição no futebol. Tenho especial carinho pelo Mineirão, porque foi nele que eu descobri o futebol. Eu nasci em Belo Horizonte. Na minha juventude, fui muitas vezes ao Mineirão assistir aos jogos do Atlético Mineiro. Então, foi uma alegria muito grande ver a fachada histórica do Mineirão preservada, porque nós temos que honrar as nossas tradições. É uma emoção muito grande olhar para o Maracanã e ver toda aquela imponência, aquela grandiosidade que é, sem sombra de dúvida, o maior símbolo do futebol brasileiro. Assim como o Mineirão, a reconstrução do Maracanã preservou a sua histórica fachada e, ao mesmo tempo, garantiu conforto e segurança que a gente vê nos estádios mais modernos do mundo”.

Dilma disse que “a construção e a reforma dos seis estádios geraram 24.500 empregos diretos e muitos outros indiretos”.

Segundo a presidente, o setor de serviços também vai ser muito estimulado pela Copa. “E foi pensando nisso que nós criamos o Pronatec Copa, que são os cursos específicos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego para quem vai trabalhar nos setores de serviços ligados à Copa. 86 mil alunos se matricularam nos cursos em diversas áreas do setor de turismo, como, por exemplo, cursos de inglês, espanhol e da linguagem de sinais”.

Dilma disse que agora só falta a seleção brilhar. “E eu tenho certeza que o Brasil vai brilhar dentro e fora do campo. Vamos mostrar a todos os que vierem acompanhar os jogos, turistas internacionais e nacionais, jogadores e equipes técnicas, que nós sabemos receber, que somos um país alegre e pacífico. Tenho certeza de que todos que vierem nos visitar vão se apaixonar e vão querer voltar para a Copa do ano que vem”.

Anúncios

Deixe o seu comentário ele é muito importante para nós.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s