Turista estuprada em van no Rio teve o nariz quebrado em dois lugares.


Van utilizada por três homens acusados de sequestrarem o casal de turistas na zona sul do Rio de Janeiro.

Van utilizada por três homens acusados de sequestrarem o casal de turistas na zona sul do Rio de Janeiro

A turista estrangeira violentada em uma van na madrugada do último sábado (30) em um trajeto entre Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, e São Gonçalo, na região metropolitana, foi agredida por um dos homens que a atacou. Segundo a polícia, ela sofreu duas fraturas no nariz. O namorado da vítima, também estrangeiro, sofreu agressões no rosto e, apesar de ter ficado com a face totalmente machucada, não teve nenhuma fratura.

Jonathan Foudakis de Souza, 20, e Wallace Aparecido Souza Silva, 22, são acusados de manter como reféns a turista e seu namorado. Eles foram forçados a fazer saques em caixas eletrônicos e compras em postos de gasolina em Niterói e São Gonçalo onde, mais tarde, os homens foram presos. De acordo com informações da Polícia Civil, os suspeitos também abusaram sexualmente da turista no trajeto, enquanto o namorado foi espancado.

VEJA O TRAJETO FEITO PELA VAN NO DIA EM QUE A TURISTA FOI ESTUPRADA

  • Arte UOL

De acordo com a polícia, os suspeitos mantiveram o rapaz também como refém porque só ele possuía cartão de crédito no momento. Após utilizarem todo o limite do cartão, os dois teriam ameaçado matar o rapaz e, por isso, a namorada se ofereceu para pegar o dela em casa. Com isso, eles voltaram para Copacabana e mantiveram o rapaz refém enquanto ela pegava a carteira. Segundo a polícia, os suspeitos ficaram dando voltas no quarteirão junto com o namorado enquanto esperavam.

POLÍCIA BUSCA TERCEIRO ACUSADO DE ROUBAR E ESTUPRAR TURISTA

Ela deixou o Brasil no domingo (31), e a polícia investiga se ao menos mais três outros roubos foram praticados pelo trio. Na tarde desta segunda-feira, um rapaz vítima de roubo reconheceu a dupla. Segundo a polícia, a diferença é que neste caso eles agiram com ao menos uma arma de fogo. Na abordagem ao casal de estrangeiros, foi usada apenas uma barra de ferro.

Há suspeita de que o golpe seja praticado há cerca de um ano, de acordo com outras ocorrências com o mesmo tipo de ação que serão investigadas pela Deat. Com o luminoso do veículo escrito Lapa, os suspeitos pegariam passageiros ao longo da avenida Nossa Senhora de Copacabana e, ao chegarem ao Aterro do Flamengo, anunciavam o assalto.

Anúncios

Deixe o seu comentário ele é muito importante para nós.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s